Alagoinhas: Projeto Eco Kids vira tema de TCC como prática de educomunicação

A conclusão de um curso sempre é um desafio e uma oportunidade para estudantes explorarem as temáticas relacionadas à vivência pessoal e/ou profissional. No caso de Maíra Regina Cardoso, estudante da especialização em educação científica e popularização das ciências no Instituto Federal Baiano (IF Baiano) – Campus Catu, o interesse pelo tema surgiu ainda na época de estágio de seu curso técnico em meio ambiente realizado em uma Organização Não-Governamental (ONG) no município de Alagoinhas.
Para seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Catu, ela escolheu essa experiência em Alagoinhas no qual desenvolveu atividades relacionadas à educação ambiental, tais como palestras para sensibilização de estudantes do ensino fundamental I de escolas públicas e particulares da cidade. Em 2015, ela e outros estagiários levaram informações sobre o uso consciente da água, as histórias de lagoas e rios da região, a manutenção de uma horta escolar e a confecção de um jornal. 

Sob orientação da professora Elielma Fernandes (Campus Valença), Maíra elaborou o projeto “A aplicação da educomunicação no ensino de ciências e sua contribuição na produção do conhecimento na escola municipal Alagoinhas IV de Alagoinhas, Bahia” com os objetivos de identificar as técnicas de educomunicação, avaliar o Projeto Ecokids como prática educomunicativa e demonstrar a contribuição da educomunicação no processo ensino-aprendizagem de Ciências.

Segundo a estudante Cardoso, “os alunos que foram submetidos ao processo de ensino ao qual o educador utilizou ferramentas educomunicativas se mostraram capazes de conquistar saberes construídos historicamente, ao longo da sua formação, de forma a promover o diálogo entre eles. O diálogo torna-se assim instrumento dessa interação, valorizando os sujeitos e suas diferentes concepções de mundo”, pontuou ao responder sobre os resultados alcançados.
Quanto ao impacto do projeto, ela explicou que o estudo buscou “destacar a necessidade da aplicação de metodologias que busquem as informações fundamentais para que se alcance a aprendizagem”, falou. Além disso, “ o uso das ferramentas educomunicativas ao longo do projeto EcoKids pode demonstrar as contribuições significativas no desenvolvimento pedagógico e social dos alunos envolvidos”, frisou Cardoso.
Maíra espera que “ferramentas educomunicativas sejam utilizadas com maior frequência e se estendam a mais escolas para que se possam alcançar significativos êxitos no processo de construção do conhecimento como também na divulgação de um novo conhecimento, através do uso de conteúdos que se relacionam com a vida diária e à experiência do aluno, estabelecendo assim novas compreensões do mundo, suas relações e necessidades sociais”, concluiu.
A educação ambiental é um processo pedagógico de cidadania e responsabilidade sobre o meio ambiente. Incluí-la como metodologia para o ensino e a aprendizagem é essencial para a percepção dos diversos contextos que envolvem a participação cidadã na preservação do meio em que se vive”  
– Elielma Fernandes, orientadora –
A educomunicação é uma estratégia de pensar, agir e refletir 
nosso compromisso com a sustentabilidade e a preservação do meio, que deve ser 
utilizada desde as séries iniciais, sendo fundamental na consolidação de uma educação para a vida” 
 – Elielma Fernandes, orientadora –
Extraído de:  Educomunicação no ensino de Ciências: projeto contribui com escola municipal de Alagoinhas. Bem Baiano – Blog do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano, 10 mai. 2016. Disponível em:<http://ifbembaiano.blogspot.com.br/2016/05/educomunicacao-no-ensino-de-ciencias.html>. Acesso em 14 jun. 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *