Crianças de Vitória da Conquista lançam jornal ecológico e fazem apresentação para o MP

Do Portal do Ministério Público da Bahia, por Aline D’Eça (MTb-BA 2594)

Preservar o meio ambiente é garantir um futuro saudável para a atual e futura gerações. É por isso que, desde cedo, as crianças precisam construir as primeiras noções sobre o desenvolvimento sustentável e sedimentar a ideia da preservação ambiental. Neste propósito, crianças de dois a doze anos do Educandário Padre Gilberto, em Vitória da Conquista, lançaram no final da tarde de ontem, dia 30, o Jornal Eco Kids. A festa de lançamento contou com apresentações musicais e de dança, peça teatral e um telejornal com bancada e repórteres trazendo as informações ao vivo. Na plateia, o procurador-geral de Justiça Márcio Fahel e a promotora de Justiça Karina Cherubini aplaudiram a iniciativa, que integra um dos projetos institucionais do Ministério Público estadual. O jornal ambiental, que será distribuído para todas as escolas da rede municipal, estadual e particular, é financiado por recursos provenientes de multas de infratores ambientais.

“O jornal representa um ‘não’ ao crime ambiental, ao desmatamento, à poluição sonora. E um ‘sim’ à consciência ambiental cada vez mais cedo, a reutilizar, a reduzir e ao reflorestamento”, afirmou a promotora de Justiça Regional Ambiental, Karina Cherubini, gestora do projeto. Segundo ela, se não conseguirmos, na atual geração, que estas atitudes sejam adotadas com eficiência, as gerações mais novas, que estão sendo preparadas através da educação ambiental, conseguirão. “Esses ‘alunos repórteres’ representam o ‘sim’ do novo amanhã, com respeito e defesa ao meio ambiente”, concluiu.

O procurador-geral de Justiça Márcio Fahel destacou que, numa sociedade “acelerada”, em que as notícias são substituídas rapidamente por outras, é preciso estimular a solidificação dos valores. “A grande sacada do projeto Ecokids é que as crianças estão conciliando o novo com aquilo que nós permanecemos utilizando: o jornal, a notícia”. O chefe do MP afirmou que o projeto estimula a consciência ambiental, permitindo que as crianças cresçam de forma diferente da atual geração, que não teve esta oportunidade. “Elas chegarão à fase adulta com a memória destes valores, o que é mais importante”, concluiu o PGJ, agradecendo à promotora de Justiça Karina Cherubini pela iniciativa e ao Educandário Padre Gilberto e à Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, que abraçaram o projeto. O evento contou com a participação dos secretários municipais de Comunicação, Ricardo Carreira, e de Meio Ambiente, Hudson Castro, da diretora do educandário, Ana Glória, e de outras autoridades, professores, pais e estudantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *