Solução diluída de água sanitária é alternativa na falta de álcool gel ou mesmo de água e sabão

Do Portal do Conselho Federal de Química.

Um roteiro simples, basicamente a diluição de uma pequena quantidade de água sanitária em água potável, elimina o novo coronavírus. O bacharel em Química Tecnológica e doutor em Ciência Jorge Macedo, especialista em desinfecção química e tratamento de águas e efluentes, detalha informações que integram “Technical Brief” da Organização Mundial de Saúde (OMS) lançado, neste mês, para auxiliar no enfrentamento à pandemia de coronavírus.

Baseado nessas orientações, Macedo, que é autor de 20 livros sobre diversos temas, dentre eles, a desinfecção e esterilização química, elaborou, com o apoio do Sistema CFQ/CRQs, um review em que traz roteiro simples para o emprego da água sanitária com eficácia e segurança. Veja o review aqui.

Apenas mudando a concentração, é possível dar diferentes usos ao produto. A única recomendação na hora de comprar a água sanitária é que o princípio de cloro ativo seja de 2% a 2,5%.

Usando como medida um copinho de café, de 50 ml, se utiliza metade dessa quantia, dissolvida em um litro d’água, para obter uma solução diluída capaz de eliminar o coronavírus da superfície de mesas, maçanetas, chaves, embalagens e produtos trazidos do supermercado, por exemplo.

Concentrações mais elevadas de água sanitária exigem luvas

Se usado o mesmo copinho – desta vez cheio de água sanitária dissolvida também em um litro de água –, é possível eliminar o coronavírus em pisos, áreas abertas ou solas de sapato. Devido à concentração, se recomenda o uso de luvas no manuseio.

Nesse momento em que fica difícil encontrar álcool gel no mercado, e que boa parte da população não tem condições de adquiri-lo, Macedo faz o alerta que a receita mais diluída (a primeira indicada acima) pode também ser usada nas mãos, na falta de álcool gel ou água e sabão.

“Nesse caso, claro, a frequência de uso tem de ser menor porque, pra algumas pessoas, a solução pode causar ressecamento nas mãos e dermatites. Mas quanto à segurança do procedimento não existem dúvidas”, afirma Macedo.

O especialista afirma ainda que, se usadas da maneira correta, as soluções de água sanitária são capazes de deixar o visitante indesejado do lado de fora das casas.

“Basicamente, temos como utilizá-las no pano umedecido, ou com borrifador, desses usados para molhar pequenos vasos de plantas”, assinala.

Texto reproduzido do Portal do Conselho Federal de Química, publicado em 27 mar. 2020. Disponível em: <http://cfq.org.br/noticia/solucao-diluida-de-agua-sanitaria-e-alternativa-na-falta-de-alcool-gel-ou-mesmo-de-agua-e-sabao/>. Acesso em: 05 abr. 2020.

Crédito da Imagem: Freepik. Disponível em: <a href=”https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/fundo”>Fundo foto criado por freepik – br.freepik.com</a>. Acesso em: 05 abr. 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *